Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As razões pelas quais o Lula é um preso político.

Explicações pelas quais o Lula é tão somente um preso político.
Mesmo se fossem verdade todas as acusações dadas ao Lula.
Sabe o por quê, o Lula foi preso a margem da lei.

Naturalmente que acredito na inocência do Lula, refiro-me  especificamente a respeito do suposto apartamento.

Não existe prova material do crime, o que existem são delações articuladas, com o objetivo do empreiteiro livrar-se  da cadeia.

O Lula não tem escritura do apartamento, nunca teve a chave  referido.
A delação do apartamento é   vergonhosa, o dono da empreiteira deu o referido  em garantia a um empréstimo.

Como o banco poderia emprestar dinheiro ao empreiteiro e aceitar um apartamento como garantia, quando o apartamento não era do empreiteiro.
Só por essa lógica o processo deveria ser anulado no seu início.

Entretanto, a prisão do Lula se deu a rebeldia da lei, mesmo se o Lula fosse de fato corrupto não poderia ser preso, na segunda instância.

A justiça precisa cumprir a Constituição Federal.
Não é da função do Supremo mudar a lei, tão somente aplicá-la, respeitando o princípio positivo da lei.

Quem faz as leis apenas o congresso.
A prisão em  segunda instância, simplesmente um erro hermenêutico.
Um erro gravíssimo.

Não sou advogado e sei que é um erro hermenêutico, pois sou professor de filosofia,  a minha especialidade é o estudo da hermenêutica.

Existem situações no direito que não cabe a análise hermenêutica, o caso da prisão em segunda instância.

Portanto, a prisão  do Lula em segunda instância é absurda, pois fere o artigo 283 do Código do Processo Penal.

O que define o referido artigo.
As prisões só podem ocorrer após o trânsito em Julgado.

Qual o significado epistemológico do transito em julgado.
Quando não couber mais recurso no processo.
Desse modo, a prisão na segunda instância é ilegal.

Qual o fundamento exegético do artigo 283.
Substancia-se  em uma cláusula pétrea,  artigo 5 da Constituição Federal.

O que define a referida cláusula pétrea.
Ninguém será considerado culpado até o transito  em julgado de sentença final condenatória.

Por todas essas razões explicitadas epistemologicamente, que o Lula é um preso político.

Em uma metáfora sinteticamente,  Lula foi condenado mais  rápido,   que uma simples ação de despejo.

O verdadeiro objetivo não deixar o Lula ser o Presidente do Brasil, desse modo, viabilizando a direita, oferecendo um projeto neoliberal a nação.
O capital financeiro agradece a prisão do Lula.


Edjar Dias de Vasconcelos.









Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 12/04/2019
Reeditado em 13/04/2019
Código do texto: T6622169
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
2784 textos (381928 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/05/19 21:59)
Edjar Dias de Vasconcelos