Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O MÉDICO MONSTRO NAZISTA,JOSEF MENGELE
O “ANJO DA MORTE” -HOJE ESTÁ NA USP,EM SP.
 
O terror dos milhões e/ou milhares de inocentes judeus, homossexuais, ciganos, mulheres,  crianças,  católicos e mesmo maçons que foram todos vitimas experimentais nas mãos assassinas do médico Josef Mengele, quando estavam prestes a entrar, no forno crematório, ainda e mesmo em vida, no campo de concentração  em Auschwitz, na Polônia, ao tempo do nazismo, não sabem que o tresloucado médico alemão, hoje é objeto de aulas de medicina na UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, aqui no Brasil. Suas “pesquisas” eram de vários órgãos e em síntese procurava descobrir o sentido de uma suposta “raça branca”...Sua técnica primária ia desde uma suposta inseminação artificial a transplantes de órgãos...quando na época nem se cogitava tais experiências. Seus métodos eram primários e desumanos. O fim das vítimas era a morte,antes do crematório.
É fácil explicar esse fato inusitado. O temido caçador virou hoje caça, mas agora com inocentes propósitos. Finalidade acadêmica.
Recorde-se que o Josef Mengele –também conhecido como o “Anjo da Morte”, ainda por razões desconhecidas desembarcou e residiu no Brasil anonimamente por anos e, surpreendentemente morreu, talvez  afogado numa praia paulista, e, descoberto pelas autoridades brasileiras. Residiu no Brasil por 40 anos, sem ser identificado, tendo passado também pelo Paraguai e pela Argentina. Recorde-se que a Argentina –que não entrou, nem aderiu para lutar na IIa. Grande Guerra foi e ainda é –(embora o tempo passa inexorável)- uma espécie de refúgio ou celeiro dos nazifascistas. Ainda no século XX,recente, a associação judaica argentina sofreu um explosão, a maior que se tem notícia por parte de supostos simpatizantes do Fürer. Esse acontecimento jamais foi esclarecido, pelas autoridades argentinas, onde morreram dezenas de pessoas inocentes. A ex-presidente Kirsner, que acumulou com seu marido incalculável riqueza,(origem duvidosa) não quer nem saber sobre quem detonou a sede judaica em sua gestão.
O atentado no país vizinho ainda continua um mistério, como a vida de Josef Mengele, há anos confinado em lugar especial do Instituto Médico Legal de São Paulo e, finalmente, essa unidade policial doou à USP, todos os ossos do famigerado “Anjo da Morte”, para “fins de estudos” pelos mestres e estudantes de medicina.
Segundo se apurou foi o cientista Daniel Romer Munõs quem liderou a equipe para descobrir e identificar o ex-médico alemão a serviço do IIIo. Reich.
Daniel Romer explica por exemplo –para comprovar que Mengele é Mengele,mesmo – que este teve ao tempo da Guerra uma fratura na bacia esquerda, registrada e confirmada pelo exército alemão,ao cair de moto em Auschwitz.O cientista vai além para comprovar a “ilustre” doação à USP.  Diz: “Um pequeno buraco na bochecha demonstra também que Mengele tinha há anos uma impiedosa sinusite”.
Hoje, na USP restam inteiros os ossos do caçador de inocentes e hoje também no estado que se encontra o “caçador” de humanos hoje é “caçado” por neófitos jovens que não viveram o horror da guerra e, também suas curiosidades acadêmicas, estão longe do perigo do ex-colega e de Auschwitz.
Assim seja.
helion verri
Enviado por helion verri em 14/01/2017
Código do texto: T5882097
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
helion verri
Limeira - São Paulo - Brasil
386 textos (17932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/20 22:36)
helion verri

Site do Escritor