Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Resumo do Livro: Jesus o Maior Filosofo que já Existiu

Jesus o Maior Filosofo que já Existiu
Por: Peter Kreeft

Essa é uma obra filosófica que fala sobre a essência filosófica de Jesus e suas respostas filosóficas, ou seja, sua filosofia. Há perguntas a respeito do ser, da verdade, do “eu” e da bondade.
As divisões da filosofia que examinam esses quatro aspectos recebem nomes técnicos: metafísica, epistemologia, antropologia filosófica e ética. João em seu evangelho identifica Jesus com o logos.
O logos representa a Palavra de Deus, a revelação de Deus, a fala de Deus, a sabedoria de Deus, a mente de Deus, a verdade de Deus, a razão de Deus, a filosofia de Deus. Jesus é a filosofia de Deus. A Metafísica judaica de Jesus.
Jesus conhecia a resposta crucial da metafísica porque era judeu. A realidade suprema, por motivos conhecidos apenas por ela mesma, escolheu revelar-se a eles, e a ninguém mais. Deus saiu do esconderijo. Na verdade Ele lhes disse seu nome. “Eu Sou”. Eu é o nome de uma pessoa, não de uma força. Deus é um ser e não algo.
O novo nome que Jesus usa para Deus. O nome pelo qual Jesus chamava Deus era ainda mais espantoso que aquele que Deus revelou a Moisés. Os judeus aprenderam com Moisés que Deus é apenas Eu Sou, a pessoa eterna, perfeita, única e totalmente real. E Jesus chamava essa pessoa por um nome que ninguém jamais sonharia ou ousaria usar. “Pai”.
O divino inacessível tornou-se tão acessível que pôde ser morto. Ele não só tornou seu espírito acessível, mas também seu sangue. Suas palavras de salvação não eram como a dos filósofos. “Esta é minha mente”, “Isto é meu corpo”.  A metafísica do amor.
Cristo é a revelação, ou a realidade, suprema de Deus, do mais supremo segredo da metafísica. A busca metafísica do homem encontra sua realização terrena final no gólgota, o “lugar da Caveira”, no qual o mundo assistiu ao mais dramático evento da historia: a morte e a vida travando um combate milagroso.
A vida não vence a morte pela força, mas pelo amor. O pequeno Cordeiro derrotou a grande besta usando sua arma secreta: seu sangue, seu amor. Ele deixou a besta, como um Drácula invertido, beber seu sangue.
As conseqüências morais da metafísica. A verdadeira moralidade é fundamentada na metafísica. Pois a essência da moralidade, o amor ágape, é a essência do Ser divino.
Cristo revolucionou a metafísica ao revelar não só o amor, mas a metafísica do amor, o fato de que o amor é a essência de Deus. Esse amor, em última instancia absoluta, é “como ele é”. A santidade como essência da antologia.
Para ter êxito na metafísica precisamos conhecer o real final, para conhecer o real final temos de amar; amar é ser santo; portanto, ter êxito na metafísica é ser santo. A metafísica o do “Eu Sou”. Deus é genuíno sujeito, e não o objeto. Não existe uma foto de Deus porque é Ele que está por trás da câmara.
A epistemologia de Jesus. A verdade diz respeito ao ser, pois “verdade” quer dizer “a verdade sobre o ser”. Daí a suprema ironia de Pilatos dirigir cinicamente a grande pergunta dos filósofos: “O que é a verdade?” à própria verdade eterna, perfeita, absoluta, divina, encarnada, concreta e pessoal, a verdade em pé diante dele, condenada.
O ceticismo de Pilatos reclama implicitamente: “Como se supõe que eu conheça o grande fogo-fáruo filosófico, a ‘verdade’? Posso vê-la? Posso tocá-la?” E Jesus responde: “Sim, pode. Na verdade, você pode crucificá-la”.
A antropologia de Jesus. Cristo é a resposta para a pergunta: Qual é o sentido para a vida humana? Quem somos destinados a ser? A resposta é que estamos destinados a ser pequenos Cristo o sentido da vida é ser Cristo.
 A ética de Jesus. Ele é o maior mestre de moral do mundo, porém é mais que isso. Ele é exemplo moral mais perfeito do mundo, porém é mais que isso. Ele é o maior profeta do mundo, porém é mais que isso. Ele é mais que alguém ensinou bondade, e viveu bondade, e exigiu bondade. Ele é a bondade. A superação do legalismo.
Ouçamos a palavra radical e libertadora de Cristo, que nos liberta da complexidade física e espiritual e, desse modo, do legalismo. A palavra liberadora que ele dirigiu a “Marta. Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas, todavia apenas uma é necessária”. A refutação do relativismo.
A resposta mais firme do relativismo moral não é o argumento perfeito, mas a pessoa perfeita: Cristo. Pois Ele é evidência concreta, dado real, presença real. Encontre-o, e o relativismo, no mesmo instante, murcha, como o vampiro, na luz do sol. O segredo do sucesso moral.
Cristo nos concede não só a mais profunda compreensão da moralidade, mas também o poder para praticá-la. Jesus e a ética social: Solidariedade. A solidariedade a parti de Cristo é apenas um belo ideal. Em Cristo, ela é um belo fato.
Jesus e a política: ele é de esquerda ou de direita? Ele une os interesses apropriados da direita e da esquerda, pois Ele é o caminho reto do qual a direita e a esquerda partem. Ele fornece motivos, mas sólidos para os interesses legítimos da direita e da esquerda do que elas podem fornecer.

Conclusão

Quem o recebe escolheu tudo e rejeitou o nada, escolheu ser para deixar de não-ser quando nasceu de novo, escolheu andar por caminhos iluminados, e produzir frutos a cem, a sessenta ou trinta.
Escolheu matar a sede tomando de graça da água da vida, iluminado pelo Senhor nosso Deus, num reino eterno sem fim.

A Porta
Eis que eu estou a porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ap 3:20

Nova Criatura
Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão nem a incircuncisão tem virtude alguma mas sim o ser uma nova criatura.  Gl 6:15

O Caminho
Disse-lhe Jesus: Eu Sou o caminho; e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim.   Jo 14:6

A Luz do Mundo
Falou-lhes pois Jesus outra vez, dizendo: Eu Sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.  Jo 8:12

A Videira
Eu Sou a videira, vós as varas: quem está em mim, e eu Nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.  Jo 15:5

Água da Vida
E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.  Ap 22:17

Luz Eterna
E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os alumia; e reinarão para todo o sempre.  Ap 22:5
Antonio Sergipano
Enviado por Antonio Sergipano em 31/12/2018
Código do texto: T6539323
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Sergipano
Aracaju - Sergipe - Brasil
443 textos (125702 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/06/19 10:46)
Antonio Sergipano