Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estou vendendo meus versos,
Fiz as malas, estou indo sem rumo,
É barato, pois é pouco o que peço,
É bom e não é viciante o consumo.

Se caso te fizer chorar, com os versos...
Me perdoe! Não era minha intenção!?
É por que meu coração é perverso,
Amou, amou... depois foi só solidão.

Agora não tem mais jeito, é compaixão!
Não tenho alternativa, vendo o verso,
Um a um, em duzias, promoção…

Sei que é muito o que te peço,
Mas, por favor compre meus versos!
Não quero mais saber de paixão!?
 
Léo Pajeú
Enviado por Léo Pajeú em 20/03/2017
Reeditado em 23/08/2017
Código do texto: T5946862
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Léo Pajeú
Brazlândia - Distrito Federal - Brasil, 56 anos
818 textos (74434 leituras)
10 áudios (300 audições)
1 e-livros (142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/11/17 23:51)
Léo Pajeú

Site do Escritor