Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXADO NAS SALAS DOS AMIGOS - 06



 
26/04/2017 22:12

Vida é mesmo fugidia
Ligada ao tempo porquê...
Caso a gente não vigia
Ela passa e ninguém vê.

Para o texto: A VIDA (T5788023)
De: geraldinho do engenho


26/04/2017 23:10

Eu até já fui noveleiro
Porém isto vicia a gente.
Que bom temos o cavalheiro
Que nos conta o que se sente.

Para o texto: Trovas Inspiradas em Personagens de “A Lei do Amor” (T5925670)
De: Fábio Brandão



27/04/2017 10:50

POEMA CAIPIRA

Ocêis me cumprica sô,
Poema pra um caipira
É rimá tira cum imbira
E dizê qui é trovadô.

Ô garra a viola e tocanu
Ponteia uma moda cabocra,
Despois fica marcanu toca
Venu se tem muié iscutanu

Aí junta argum passarim
Fica cumpanhanu a viola,
Dedu isfola miludia imbola
Curaçãu fica bem pititim.

Eli alembra da poietera
Qui é mermu uma bilezura,
A tristeza dura ela cura
Cum a sua puisia certera.

Aí dirriça o dedu no pinho
E pansanu nu surrisu dela,
Faiz prela uma procela
Di besterol im versinho.

Para o texto: Po(existir) (T5981473)
De: Lilian Vargas




27/04/2017 11:38

TÃO DEPRESSA.

De repente ela,
tão feminina
abre os lábios
ganho um sorriso;

Frêmito, suspiro,
borboletas voam,
abala a fé.

Não queria,
mas quero...
Sonhei isto,
espero a visão

A melodia vem
poema aquece
respiro... Novo amor.

Para o texto: Tudo tão de passagem... (T5982523)
De: Teresa Sá Carneiro




27/04/2017 12:55

DONA DA NOITE.

Dona da noite, suspirando e vagando nua,
E sem um amante para admirar seu luzeiro.
Às vezes sente o cansaço de ser só a lua,
Iluminando o poeta garboso, tão seresteiro.

Noite pós noite nesta busca inútil, perene...
Tentando alcançar quem foge do seu lençol,
Que prefere a luz de belas estrelas solenes
E a despreza por ser rei, um exuberante sol.

Segue sem estímulos, ou amor, ódio, ou meta.
O único consolo, é saber ser musa e benquista,
De algum louco sonhador e maravilhoso poeta.
Do chão um poeta pensa e faz versos pra lua,

Como se ela fosse somente para sua conquista
E chorando de amor também vaga só, pela rua. 

Para o texto: Lua... (T5981095)
De: Mardielli



27/04/2017 16:32

O HOMEM ENTENDE O MAR.

O mar em ondas me beija os pés,
Me avisa para deixar a escarpa
Daqui a pouco subirão as marés.

Então subo para o alto da serra,
Acima de onde está a sua marca
Onde excitado desvirginou aterra.

Carregando para a sua imensidão,
Devolve depois na grande ressaca
Para trazer a vida em profusão.

O mar é o espírito do planeta.

Aparecida Silveira Moraes (T5979654)
De: Jacó Filho



27/04/2017 17:45

Nutrindo nossa necessidade
Não negligenciamos nada,
Nivelamos nessa naturalidade
Numa numismática numerada.

Para o texto: NAMORO NAS NUVENS (T4840186)
De: José Coelho Fernandes




27/04/2017 19:10

FORMIGA FORMIGUEIRO

Força, ferocidade firmada,
Fecunda fidedigna filiação.
Farta fazendinha formada
Finaliza fracionária função.
Finalmente feliz filharada
Fazendo firmar fertilização,
Furam fossa fria facilitada
Fundam filial fraternização,
Fermentando fruta fatiada
Fabricam fina farinhada
Fortalecendo formigação.

Para o texto: Formidável Formiga (T5626960)
De: Lindalva



27/04/2017 19:26

Que beleza, até me coço
Pena ele não ser dietético,
Mas meu amigo eu não posso
Poque que eu sou diabético. 

Para o texto: DOCINHOS - X (...a última...) (T5981510)
De: WRAMOS


Obrigado aos amigos por me deixarem colocar meus pitacos nas suas criações tão preciosas. Um abraço galera.





 
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 27/04/2017
Reeditado em 21/05/2017
Código do texto: T5983116
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Trovador das Alterosas
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1885 textos (77466 leituras)
13 áudios (619 audições)
6 e-livros (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 09:45)
Trovador das Alterosas

Site do Escritor