Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ALTER EGO FALA SEM PENSAR

O ego não é capaz de se comunicar em linguagem poética, somente o alter ego, aquele que se não impõe limites nem se restringe quanto à terminologia de sua fala, construção gramatical e disposição inicial dos versos. Estes registros, em algumas vezes, insanos ou inusitados, afloram pejados de intensa emoção, como quem chega dos territórios do inconsciente ou dos campos do Nada, tomado de surpresa e inquietações, em sua tentativa de superar o momento hostil e as vicissitudes que o acompanham. O senhor alter ego – mercê de sua natural codificação de linguagem – tem uma sinceridade de propósitos e uma franqueza que nos deixa muitas vezes boquiabertos e nos faz cair de joelhos, mãos postas, impotentes frente ao Absoluto. Talvez a impotência de ser ele-mesmo e por falar sem pensar o que sente... Aquilo que Fernando Pessoa firmou para a posteridade, ao assinar o poema: Fernando Pessoa-ele-mesmo-o-outro.

– Do livro OFICINA DO VERSO: O Exercício do Sentir Poético, vol. 02; 2015/17.
http://www.recantodasletras.com.br/teorialiteraria/6029102
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 16/06/2017
Reeditado em 19/07/2017
Código do texto: T6029102
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 71 anos
2829 textos (765834 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 17:14)
Joaquim Moncks