Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LA DIVINE PLONGÉE; ou: Mensagem de Paz e Resignação ao Amado Rebanho (Soneto Decassílabo Apascentador)

A meus leitores, águas de que me banho, inexcedido e inexcedível público olvidado da má poesia.

Labirinto de código e sinais,
Empreendo a celestial linguagem pura
Inda a passando a vós que me atentais,
Traduzo, qual Moisés, outra Escritura.

Ora mais áurea e vívida, ora mais
Rara, o mistério faz-se tessitura,
E a tessitura, enredo de Sinais,
Sinais de seda sobre a língua dura.

Como vos dar, em carne e verso, o Lume?
Ungido vate, a nu minh'alma exponho,
Zeloso, ante o martírio que ela assume.

Obro, sim. Porém vós, rebanho amado,
Eleito e santo povo a quem componho,
Sois o cinzel do busto levantado.
Péricles Ventura Neto
Enviado por Péricles Ventura Neto em 21/04/2017
Reeditado em 21/04/2017
Código do texto: T5977074
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Péricles Ventura Neto
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil, 29 anos
30 textos (1971 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 12:00)
Péricles Ventura Neto