Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"RESPOSTA AO ESPANTO"
Trovador das Alterosas
Puxa cara, você não foi no enterro do seu melhor amigo porque? Porque eu o conheço bem... Tenho certeza que ele não vai no meu.



INTERAÇÕES 53

10/09/2017 11:02

Tempo que não volta mais
De átmos de felicidade,
Mas que não deixa jamais
De marcar uma saudade.

Para o texto: SUBLIME MOMENTO (T6109816)
De: Ignez Freitas



10/09/2017 12:38

O churrasco de picanha
Ás vezes deixa sequela,
Ramos sabe desta manha
E tosta uma berinjela.

Para o texto: NO BRASEIRO, MAS SEM CARNE - I (T6109927)
De: WRAMOS



10/09/2017 12:46

Uma paixão bem lambuzada
Deixa o homem renovado,
Vendo a mulher cobiçada
Coração vai acelerado.

Para o texto: QUANDO PENSO EM VOCÊ ... - I (T6100561)
De: WRAMOS



11/09/2017 12:57

Meu quindim fez por amor
Mostrando uma belezura,
Casa branca dou valor
Este rio que é gostosura,
Fez os versos com calor
Pra mexer com trovador
Que só vive na clausura,
Sonha com verde na cor
Não pode mais ser pescador
Nem ver de perto a pintura.

Para o texto: FALTA... (T6110333)
De: Jeane Diogo



11/09/2017 16:43

A paixão sempre faz isto
Ela chega inconsequente,
Nos faz ficar esquisito
Dominando nossa mente
Nos faz virar adolescente
E cantar o amor aos gritos.

Para o texto: VONTADE ENORME DE TE BEIJAR (T6111052)
De: Marcus Rios



11/09/2017 17:29

O orvalho antes da morte
Se pudesse bradava prosa,
Antes de ir tive a sorte
De dar um beijo na rosa.

Para o texto: A rosa e o orvalho (T6110616)
De: Jair Lopes



11/09/2017 17:44

Amor é constante e vibra
Difere entre paz e guerra,
É a balança que equilibra
O bem e o mal nesta terra.

Para o texto: Amor e Vida Curta (Parceria com Dilson Poeta e Marcus Rios) (T6110812)
De: Fábio Brandão



11/09/2017 18:35

Tem de ter lei do laçado
Para enforcar o moço,
Pegar o cabra safado
Pendurar pelo pescoço.
Povo já está cansado
Com o desmando que arrasa
Muitos milhões roubadoS
O ladrão detido em casa.

Para o texto: MUITOS MILHÕES ROUBADOS, O LADRÃO DETIDO EM CASA (T6106684)
De: Miguel Jacó



12/09/2017 15:15

MENESTREL E TROVADOR

Me perco no teu carinho
Em cuidadosas manobras,
Pra me deitar no teu ninho
Entre as rosadas dobras.

É dádiva de uma rainha
Quando resolve abraça-lo
Oferecendo tuas vinhas
Para o humilde vassalo.

A torre deste castelo
Tem janelas para o norte,
Dá boas vindas ao príncipe
Que por amá-la tem a sorte.

Ao bom vassalo compete
Diverti-la no colchão,
Faz o papel de valete
Nas horas de solidão.

Até que o príncipe aparece
Assumindo a monarquia,
Não mais valete, se aquece,
Nos bichos da estrebaria.

Mas nunca perde o sorriso
Rei vai pra luta honrosa,
Ele voltará ao paraíso
Entre dobras cor de rosa.

Para o texto: NOSSO TRATADO... (T6111289)
De: Luiza De Marillac Michel



12/09/2017 20:47

Odalisca respeitada
Que tem tesouro guardado,
Quanto mais é recatada
Mais convida ao pecado.

Para o texto: TENS O CORPO DE UMA FOGOSA ODALISCA. (T6110936)
De: Miguel Jacó



12/09/2017 21:05

Podemos lhes traçar a sorte
Os dois no ringue pra luta,
Para brigarem até a morte
Que sobrar a gente executa.

Para o texto: Líderes de merda (T6092449)
De: Jair Lopes



2/09/2017 21:12

Batráquio virou um trapo
A traidora fez meleca,
Agora um pobre sapo
Não ama mais a perereca.

Para o texto: TROVAS - Bichos Matreiros - inf. 68 (T6111669)
De: Maria do Céo Corrêa



12/09/2017 23:09

PROFISSÃO POETA CAIPIRA.

Todo poeta é viajante
Incorpora personagens,
Pode tornar-se mutante
Se misturando à paisagem.

Ser nuvem de algodão
E até estrela cadente,
Ser nota de uma canção
Ou luzeiro do sol poente.

De outro poeta ser musa
Ser nobre com fidalguia,
O poeta jamais recusa
Participar da poesia.

Ser poeta é ser um jardim
Para namorar uma flor,
Para lhe roubar o carmim
E conquistar o seu amor.

Para o texto: PROFISSÃO: POETA! (T6111851)
De: DILSON POETA



12/09/2017 23:28

O AMOR É MEU SOGRO.

Por mim este amor vai longe
Mas se um dia me deixar,
Vou me transformar em monge
Pra outra não namorar.

Farei tudo o que pedir
Pra que nunca vá embora,
Se a musa um dia partir
Coração do poeta chora.

Vou pedir ao canarinho
Pra lhe cantar uma canção,
A pomba não deixa o ninho
Nem fere o meu coração.

Para o texto: SOU FILHA DO AMOR / DESEJO // POESIAS DE AMOR (T6111595)
De: Esther Lessa



16/09/2017 14:15 - Marcus Rios

Assim é a vida
 Quando morremos
 Nunca deve-se esperar
 Que um dia vamos
 No enterro de quem
Foi no nosso enterro.

Para o texto: 
INTERAÇÕES 53 (T6113020)



Obrigado grande mestre Jacó


29785-mini.jpg
21/09/2017 10:00 - 
Jacó Filho

A poesia mora aqui,
Pra pessoa ler de graça.
Então aprendendo, faça,
Pra poder contribuir...

Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...
Para o texto: 
INTERAÇÕES 53 (T6113020)

 
Trovador das Alterosas
Enviado por Trovador das Alterosas em 13/09/2017
Reeditado em 21/09/2017
Código do texto: T6113020
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Trovador das Alterosas
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1924 textos (79086 leituras)
13 áudios (672 audições)
6 e-livros (407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/17 00:43)
Trovador das Alterosas

Site do Escritor