Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Capataz do Amor
Preciso rever meus impulsos, o vazio que existe em mim, o que de fato deve ser preenchido sem espatifar as louças antigas de uma aliança.
Preciso abrir os baús, olhar as fotos dos que já se foram, perceber numa imagem querida o que fariam no meu lugar, quando a decisão insiste em cobrar e o meu bom nome negativar, numa jurisprudência maior.
Preciso vasculhar a escrivaninha, reciclar papeis amarelos, queimar alguns sobre o cinzeiro, assinar cartas de alforria, qual doem no meu coração.
Preciso libertar sorrisos e choros, algemas que os prendem a mim, abrir mão de minhas chaves e essências cativadas.
Preciso d'outra bebida, quebrar a taça de amores, deixar a ebriedade e sua seiva, qual tenho me banhado.
Preciso fazer dormir o capataz, só assim fugirei, sem levar nenhum prisioneiro.
Maurício de Oliveira
Enviado por Maurício de Oliveira em 05/09/2013
Reeditado em 05/09/2013
Código do texto: T4468563
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Maurício de Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
1415 textos (92979 leituras)
12 e-livros (3100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/17 01:41)
Maurício de Oliveira

Site do Escritor