Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Devaneios

E na solidão de uma caixa
nenhuma carta que venha do correio
nenhum e-mail
uma ponte sem pés que não encaixa
Entre nós, amor, todo este anseio
Entre nós, toda proibição, bloqueio.
Desejo que não passa
Uma vida sem notícia de tal parte
poesia que aguarde cor e arte
na ponte que leva a lugar algum
dor em comum.

Mande notícias, por favor!
Ao menos um sinal de fumaça
e longe da farsa
diga-me que ainda existe amor.
Portas e janelas foram fechadas
fazendo-nos almas angustiadas
Oh, por que ainda ouso sonhos?
Um amor, uma emoção não farta
versos de uma solidão amarga.
Estrada que me leve ao seu lugar
devaneios do amar.




1ª estrofe: Iolanda Pinheiro
2ª estrofe: Aldrin M Félix

Aldrin M Félix e Iolanda Pinheiro
Enviado por Aldrin M Félix em 12/11/2017
Reeditado em 12/11/2017
Código do texto: T6169555
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aldrin M Félix
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 41 anos
386 textos (37974 leituras)
2 áudios (70 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 23:50)
Aldrin M Félix