Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ei, você, o Céu tá falando!!!

(...)Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; Isaías 29:13.

É você um vendedor de cachorro quente ou um grande construtor? É você uma pessoa pequena ou um “dos grandes” do meio cristão, ou não? Seja o que for, veja o que vai se seguir. E por nada no mundo perca isto:

E você, se já andou por aqui já sabe, mas se trata-se dum/a novato/a, saiba que é pelos sonhos e visões que Jesus Cristo tem vindo a mim, para que eu venha até você a lhe dizer o que está no coração d’Ele para contigo, como logo verá. Ainda que vá doer, eu vou lhe entregar. E por que isso comigo eu não sei. A respeito desse negócio pergunte a Ele, que essa é uma resposta que eu não tenho, caso lhe ocorra a pergunta. E no sonho dessa noite eis que estou ao telefone, celular, mas observo que, enquanto noto a minha voz ser transmitida normalmente, percebo que, como que por algum defeito, nada ouço ou chega ao receptor do aparelho. E ponto.

O meu pensamento ao acordar era de que aquilo queria dizer que Deus tinha se calado para comigo. E me angustiei; mas me vi aliviado quando recebi a mensagem d’Ele, um tempo logo depois. E claro que não poderia ser, se Ele havia vindo a mim tão intensamente na noite anterior àquela.

A revelação:

- A ti Eu te tenho ouvido. A mim tú não quer me ouvir! 

FORTE. Aquilo me soou muito forte. Foi quando me caiu a ficha de que Ele estava se referindo a que, mesmo com o tanto de mensagem que já me tinha sido dado para te entregar, aqui mesmo neste portal, que Ele bem sabe que vai bem mais longe que um sujeito sentado numa cadeira de rodas, ou mesmo que esteja com toda força das suas pernas seria capaz de falar, eu continuava “na minha” e ainda me pondo a Lhe pedir mais. Pois o sonho me foi dado depois de orar Lhe pedindo que me visitasse àquela noite com mais sobre o próximo tema a escrever. Ocorre que, além das tantas mensagens que Ele já havia me dado e sobre as quais eu ainda não havia escrito, na noite anterior àquela Ele havia vindo a mim e me entregue uma tripla mensagem. E ainda assim... bem pouco pra mim!!!

Se você bem observou, eu disse que na noite anterior Ele havia me dado duma tripla situação. E quer seja você ou não do meio cristão; quer seja um vendedor ambulante ou um grande empreendedor; quer seja um dos pequenos ou um dos maiorais no Aprisco, ou que faz como um tal, uma delas acabará por te tocar em cheio. Disso não tenha dúvida.

Antes, no pouco tempo de crente em Jesus Cristo, e tendo o tanto de experiência que da parte do próprio Criador tenho experimentado, com Suas visitações não só noturnas mas das mais diversas e diárias que se possa imaginar mesmo sendo o pequeno que sou, não espontaneamente observei o bastante para não entender a razão de, além dos indivíduos que O negam insistirem em não enxergar o tanto de gloria que há na tampa da cara de todo o mundo, àquele a quem se é chamado crente no Evangelho tanto negligenciar o sangue da Aliança que por ele foi derramado, como disse, conforme tenho visto.

No tocante ao homem comum eu até que compreendo posto o seu tempo de ignorância para com as coisas celestiais. O que, porém, não o isentou de ter sido posto como elemento de um dos sonhos com a tripla mensagem que o Céu mandou que lhe entregasse. Ainda que em uma delas me dissesse muito mais a mim do que a terceiros. Mas ao que tem já experimentado da promessa acerca do “século futuro”, com as revelações sobrenaturais da parte d’Ele, e os milagres que certamente se tem vivido, e sabendo como se sabe do mínimo padrão moral exigido para que não se sofra pena alguma, lá “na frente” ou mesmo agora, não me é compreensível tanta negligencia com a coisa santa como tenho visto neste mundo – seja de perto seja de longe. E você viu que eu disse que a observação a estas coisas me tem acontecido “não voluntariamente”. Logo tem me ocorrido por indução doutra força que não a minha própria. E isto tem um propósito. Que é acontecer exatamente o que está acontecendo agora, com esse texto. E se você pensou no Espírito Santo como autor de tal inferência, o céu fez festa agora. E se isto lhe ocorreu, atente para o caso de esse mesmo Espírito estar te visitando e soprando sobre questões outras ou similares que você, disperso/a ou se fazendo de desentendido/a, vem prevaricando. Cuidado com isso.

Pausa:

(...)Tu, pois, filho do homem, dize à casa de Israel: Assim falais vós, dizendo: Visto que as nossas transgressões e os nossos pecados estão sobre nós, e nós desfalecemos neles, como viveremos então?

Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel?
 Ezequiel 33:10,11.

Sigamos:

É claro que ao que já se encontrou e obedeceu ao Seu chamado, se isso te ocorre, este não deve olhar para trás com vistas a justificar sua desobediência às ordenanças, se dizendo que, sendo você também um pecador não pode aconselhar a ninguém sobre eventuais erros. Que os erros, entenda os pecados, que você cometeu no passado, uma vez você já nos pés d’Ele, tudo aquilo caiu no esquecimento. É, a Bíblia diz que Deus esquece TODOS os pecados passados dos que se rendem a Ele, os tornado “brancos como a neve”, conforme em Isaías 1;18; ainda que, na lei dos homens, as consequências por erros mesmo perdoados nos sejam arrogadas seja em que área for e a que tempo tiver de ser. Mas, de novo, só para ficar gravado em sua mente, não tente negar a obediência a uma ordenança a você, se justificando com o injustificável. Que, no Evangelho, uma missão uma vez confiada, deve ser cumprida a qualquer custo.

(...)A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte. Ezequiel 33:7 

E eis aqui o que me foi dado para te entregar. Antes os sonhos, porém:

E você lembra que te perguntei antes, sobre se trata-se você dum grande construtor, ou se era o amigo um mero pipoqueiro... 

Sonho 1

Vejo uns homens correndo atrás dum rapaz que corre e entra num lugar parecido uma loja vazia, onde este, sempre me tendo ao seu lado, como se fosse eu um espírito, abaixa a porta de aço mais que, nervoso, tem dificuldade para travá-la, com dificuldades ainda para identificar no molho a chave que a trancava. Nessa hora me noto vibrando, mas sem que eu pudesse ajuda-lo fisicamente, para que conseguisse logo pois que os homens se aproximavam. E ponto.

Sonho 2

Vejo um prédio bem alto, mas que só no esqueleto, onde não havia paredes, vejo as colunas e vigas expostas e no lugar onde deveria haver apartamentos, havia caixotes gigantes cheios de legumes e verduras. Nessa hora vejo um homem, dono do prédio, que ali eu sabia ser um político muito importante, olhando na minha direção e esbravejando palavras incompreensíveis mas que eu sabia que se tratava dum xingamento. E ponto.

Sonho 3

Vejo dois pássaros do tamanho de um homem, voando lado a lado. Olhando para uma das aves percebo que se tratava dum homem transformado num pássaro. E ao olhar para a outra ave, noto que se tratava de um homem vestido de pássaro e que voava com um motor preso ao corpo. Nesse momento o vejo despencar, caindo no que parecia um rio, onde um barco muito bonito, tipo uma escuna, o recolhia. Nessa hora ele aparece andando na embarcação, agora só de sunga.

Ao acordar nessa mesma manhã, conversava com minha esposa sobre certo empresário cristão, uma pessoa de muitas posses, a respeito de quem, e sei que não por minha própria vontade e a razão disto Jesus é Quem sabe, eu ponderava sobre lhe encaminhar dois trechos bíblicos do livro do profeta Jeremias (Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas; Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o Senhor, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o Senhor. Jeremias 9:23,24) que, aliás, cabe bem tanto numa quanto na outra situação nos sonhos, estando eu ainda com a mente envolta tanto pelos sonhos anteriores ao dessa noite quanto pelo do telefone, quando a ouço me contar sobre certo sujeito, “ministro da obra”, que – e ainda sendo ele casado, com filhos, e reincidente nesta conduta, havia convidado duas jovens, as duas também crentes, uma após a outra (eu conheço as duas), com diferença de uns dois meses, para sair com ele, a uma delas tendo pedido até para vê-la ou para mostrar-se pela câmera, dizendo que ficasse despreocupada que ele “não ia dizer a ninguém”; onde, com a revelação do sonho dos pássaros já comigo, não tive nenhuma dúvida de que aquilo era o sinal que Deus estava me dando para que eu publicasse sobre os sonhos, que diz acerca do que Ele vai fazer com esse tipo de gente, ao que parece, irreconciliável, como no caso do moço em questão. Como verá já, na revelação.

(...)Esconder-se-ia alguém em esconderijos, de modo que eu não o veja? diz o Senhor. Porventura não encho eu os céus e a terra? diz o SenhorJeremias 23; 24.

Justo pela passagem imediatamente acima, que é de - ou pelo menos deveria, fazer tremer a pessoa que não assimila correção e por conseguinte avança faltando não somente para com os homens, achando que se está escondido de todo mundo, quando de Deus o feito é impossível, mas que falta sobretudo para com Àquele a quem pertence toda justiça e juízo, aliás, terrível juízo, é que não entendo a que medida vai a loucura de gente assim. Porém, como tem acontecido comigo na luta contra o pecado, aqui acrescentando o conselho de que, se sozinho não se tem conseguido, e jamais alguém conseguirá alguma qualquer coisa sem a ajuda do Pai, que peça a Ele a cada dia uma porção generosa do Seu Espírito, que o diabo jamais te vencerá. O que serve para um monte doutros sujeitos, amantes dos mais variados tipos de pecado de que muito se tem notícia.

Pausa:

(...)Quando eu disser ao justo que certamente viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar a iniqüidade, não virão à memória todas as suas justiças, mas na sua iniqüidade, que pratica, ele morrerá. Ezequiel 33:13.

Sigamos:

Falando nisso, com apenas parte do escrito pronto, ao ir dormir, creio que com minha alma preocupada sobre se deveria publicar acerca do tal irmão “garanhão”, justo por se tratar de um dos de cima do altar, tendo orado pedindo que Jesus me dissesse algo sobre tirar ou acrescentar a este texto, vendo o Senhor a angustia do meu coração acerca disso, o que Ele fez foi me dar um sonho em outras três curtas etapas, em duas delas envolvendo pastores, onde me vejo tentando fazer que um certo pastor me ouvisse dar-lhe um aviso, mas que o sujeito, inquieto com o que eu não sei, mal sentou e já levantou do banco, me deixando a falar sozinho. E na situação me via sem aceitar aquele comportamento do “homem de Deus”. E, como não podia se dar diferente, dado a linha da questão, noutra etapa do sonho me vejo tentando pegar o número do telefone dum outro tal pastor, que havia subido num ônibus que, andando com a porta ainda aberta, era por mim seguido enquanto eu pedia o telefone ao outro “homem de Deus”. Hora em que, observando que logo à frente, onde deveria continuar a calçada, havia uma ribanceira que não me permitiria seguir tentando por muito tempo, e vendo sua dificuldade em falar os numerais, percebo que o sujeito não conseguia falar porque na verdade estava um bom tanto acima de bem bêbado.

Eu sei que até você, que não viveu a situação que eu vivi no sonho, mas que trata as coisas de Deus com a seriedade que precisa ser tratada, deve estar bem acima de bem angustiado. Mas respira fundo e vem.

Pois que, acrescentando-se o que tem dado no noticiário de que se tem conhecimento – tudinho registrado no Céu, avalie aí a quantas não está o coração do Deus Altíssimo, vendo coisas assim acontecendo entre o povo d’Ele que vive dentre aqueles que supostamente tem recebido d’Ele a missão de conduzir Suas ovelhas pelo caminho da retidão, para que não se percam pelo caminho? Ou você acha que foi para nada, tipo não para te advertir, que Ele me deu esses sonhos como resposta à pergunta que Lhe fiz, como que acrescentando que vai bem além e que não deve estar acontecendo em pouca mas em muito grande escala, e muito mesmo a além do adultério carnal, o pecado entre “Seus” ministros, no meio do Seu povo, justo pelo perigo duma contaminação à você, te expondo à uma condenação este tipo de conduta? Pois é. Sobre o que Jesus está dizendo, que haverá os que farão pouco-caso do que está sendo dito, seja aqui por esse texto, seja pessoalmente por mim e por outros a quem Ele também está enviando por esse mundo todo, muito bem representado no tal pastor que me deixou ‘falando sozinho’ (e como eu tenho vivido isso), não será preciso revelação, ou precisa?

E se você está atento à leitura deve ter observado que, no caso do pastor bêbado, havia uma certa RIBANCEIRA que me impediria de seguir tentando pegar seu telefone. E nisso está que eu não devo me preocupar com essas pessoas a além dum certo ponto. Por que, por quem eu mais devo me debruçar é por você, "simples mortal", a quem tanto tenho tentado dizer que JAMAIS deixe de ler, incessantemente, sua Bíblia, além de manter seus ouvidos atentos à voz do Espírito Santo, para que se resguarde de possíveis enganos e assim vá após a doutrina de homens e não a de Cristo. O que, já lhe dando essa revelação, está apontado no sonho do rapaz que corre daqueles homens e entra naquela loja, me tendo sempre ao seu lado, como que em espirito e vibrando para que ele conseguisse trancar logo a porta e se visse em fim em segurança daquela perseguição. O que, dado ao já exposto não deve estar sendo tão difícil de você deduzir o que a situação ali está dizendo. Que, como já disse, com a “turma da bagunça”, é tipo, se ouviu a advertência amem, se não ouviu é com eles o 'barril'. Por que certamente serão tratadas diretamente pelo Senhor. O que não me impede, nem a você também, de orarmos por cada uma dessas pessoas, até que Jesus nos mande parar, como em Jeremias 15. Principalmente se é você um dos ministros sérios, que ainda existem. Graças a Deus.

Agora, enfim, aqui o que quer dizer os outros dois dos três primeiros sonhos.

Os pássaros, no caso o que tinha de fato se transformando num homem, ou homem que tinha se transformado num pássaro, que eu não via a face, naturalmente por que não é possível de identificar PELA CARA quem é o que realmente tem a unção do Senhor para fazer a Sua obra, representa os que são SERVOS GENUÍNOS. O ser pássaro e não um animal terrestre, aponta ESPIRITUALIDADE ELEVADA. E o pássaro que não era homem, ou melhor, o homem que não era pássaro, que vestia uma roupa de pássaro e voava com um motor preso ao corpo, que cai na água onde um barco luxuoso o recolhe e eu o vejo já sem a indumentária de ave mas vestido apernas numa sunga, representa os falsos servos, os que, estribando-se em suas posses, que com sua influência vem se disfarçando de ungido com voos altos pore artificiais, tentando mostrar o que não são, mas que cairão, sendo desmascarados - que está no sujeito aparecer vestido apenas numa sunga, depois de despencar, pelo interesse contrário ao Evangelho da verdade. Tal e qual em Atos 8; 18 a 21. Ou você é dos que acham que aquele episódio foi registrado para encher de histórias as páginas da Bíblia?!

Já o prédio com os caixotes cheios de legumes no lugar de apartamentos, sendo mostrado como dono o homem, como um político importante, que xingava no lugar de falar, parecendo muito bravo comigo, representa que, arrogante, e sem se dar conta da efemeridade, da fragilidade, do poder do indivíduo (por isso um político), enquanto rejeita-se a mensagem da salvação (por isso eu na cena e o sujeito me xingando) tem-se muito empreendido (por isso o edifício) no que VAI PERECER (por isso os legumes), em detrimento da salvação de suas almas. Essas sim que, quer salvas quer condenadas, duram para sempre.
Pausa:

(...)E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue;

E as estrelas do céu caíram sobre a terra, como quando a figueira lança de si os seus figos verdes, abalada por um vento forte.

E o céu retirou-se como um livro que se enrola; e todos os montes e ilhas foram removidos dos seus lugares.

E os reis da terra, e os grandes, e os ricos, e os tribunos, e os poderosos, e todo o servo, e todo o livre, se esconderam nas cavernas e nas rochas das montanhas;

E diziam aos montes e aos rochedos: Caí sobre nós, e escondei-nos do rosto daquele que está assentado sobre o trono, e da ira do Cordeiro;

Porque é vindo o grande dia da sua ira; e quem poderá subsistir?Apocalipse 6:12-17.

Conclusão:

Agora preste bem atenção no porquê você não deve desprezar NADA do que você leu até agora:
Lembra que te disse que depois de parte do texto pronto, ao ir dormir e perguntar a Jesus sobre se Ele queria que eu retirasse ou acrescentasse algo, e da revelação sobre o sonho do telefone, onde Ele me reclama quea mim Ele tem ouvido mas que a Ele eu não queria ouvir, numa alusão a que eu estava retendo comigo as mensagens ao invés de entrega-las, numa clara desobediência à Suas ordenanças? Pois é, então, com o que Ele me mandou e que deve ser acrescentado, veja a importância de você JAMAIS desprezar o que tanto escrevo aqui.

Eis que vejo um homem de certa idade me entregando uma caixa, dessas de padaria, cheia de pão-vara, que não o cacetinho, mas pães bem grandes, que estou comprando fiado, quando me vejo dizendo ao homem que aqueles pães era PRA MUITAS FAMÍLIAS. Nessa hora, ao apanhar a caixa que estava comigo, para dar ao homem em substituição a que eu estava recebendo cheia de pães, observo que nela ainda havia muitos pães, que ali sei serem velhos. É quando digo ao homem que precisava que aproveitássemos, ainda que fosse numas torradas, aqueles pães, pois fazia pena desperdiçar.

A revelação

Os pães serem GRANDES representa as MENSAGENS que vem DIRETAMENTE d’Ele para te entregar, e que são EXTREMAMENTE IMPORTANTES; o ser para MUITAS famílias, representa que tais mensagens deve ser entregues AO MÁXIMO de pessoas possível. E os pães VELHOS são o motivo pelo qual Ele me disse que eu NÃO O ESTAVA OUVINDO no sonho do telefone, que está no tanto que Ele tem me dado a te falar mas que ainda está comigo - por isso 'o fiado', que mostra que estou DEVENDO. E o ‘fazer as torradas’ para não perder os pães, é Ele me dizendo algo do tipo “Não admito prevaricação, ENTREGA! Não desperdice o que tenho te dado!!”. E assim será feito!

Em suma, além de que JAMAIS deve-se esquecer de que o Deus Altíssimo vai cobrar caro de quem brinca com Suas almas (cabe ao individual também), que nosso corpo é templo do Espírito Santo, logo morada dEle, e justo por isto não devemos profaná-lo, estando as suas forças nas suas próprias forças, repense, e torne-se para Ele. Estando o seu amor seja no seu carro, no seu emprego, na sua casa, na sua fazenda, no seu marido, na suas esposa, na sua saúde, na sua beleza, no seu bem, no seu dinheiro - seja ele muito ou pouco, no seu potencial, no seu pai ou na sua mãe, assim como no seu pastor, antes de estar n'Ele a sua esperança, arrependa-se e TORNE-SE URGENTEMENTE para Ele. Que doutra forma você estará correndo um sério perigo. Perigo de morte.

(...)Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele; mas por causa dos fariseus não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga;

Porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.
 João 12;42,43

Assim diz o Senhor!!!

A Ele toda honra e toda Glória! Amém!

Shalom.
Antonio Franco Nogueira
Enviado por Antonio Franco Nogueira em 12/08/2017
Código do texto: T6081717
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antonio Franco Nogueira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Franco Nogueira
Camaçari - Bahia - Brasil, 55 anos
101 textos (7808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 20:03)
Antonio Franco Nogueira