Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MAX WERTHEIMER (1880-1943)
 
Resultado de imagem para Max Wertheimer
 

Max Wertheimer nasceu em Praga, Tchecoslováquia, alemão de origem tcheca, mas de família judaica, no dia 15 de abril de 1880, mas depois se naturaliza americano. Fundador da psicologia Gestalt, com seus alunos Kurt Koffka e Wlfgang Köhler. Estudou no Neustädter Gymnasium em Praga. Na sua juventude estudou violino, e compôs música sinfônica e de câmara. Mas aos 20 anos estudou Direito na Universidade de Praga e não completou o curso. Depois transfere para o curso de Direito e de Psicologia, passando pelas Universidades de Berlim e Wüsburg, onde se doutorou, com tese sobre associação de palavras e padrões de raciocínio. Fez estudos em hospitais psiquiátricos de Praga, Frankfurt e Viena. Trabalhou na Universidade de Frankfurt e Berlim. Depois mudou para Nova Iorque, onde funda a gestalt e estuda os fenômenos de percepção e aprendizagem. Assim estudou o efeito do movimento aparente de imagens geradas por um taquistoscópio, que batiza como fenômeno phi. Em 1912 publicou “Estudos experimentais da percepção do movimento”. Outro livro dele é “Pensamento Produtivo”, mas esse publicado postumamente. Seu principal trabalho foi sobre a visão estroboscópia, a qual rechaçava a psicologia dos elementos. Dava importância da forma e totalidade, sobre os elementos que compõem. Teve uma célebre frase: “o todo é maior que a soma das partes”. Essa teoria se reflete na fisiologia e linguística, ademais. Outra obra foi “Três contribuições a teoria da Gestalt”. Mas tinha um que antes falava na teoria, Christian von Ehrenfelds. Durante uma viagem de trem em 1910 que Wertheimer comprou um estroboscópio e descobriu que iluminando as linhas cercadas com um intervalo de tempo se teria a sensação de perceber apenas uma linha em movimento. Em 1923 Wertheimer casou-se com Anna Caro e teve quatro filhos: Rudolf, Valentin, Michael, e Lise. Distancia-se do pensamento de Wundt, que era molecular. Também criticou o sistema educacional da época, que era baseado na lógica tradicional e associativismo, tratando que as tarefas de resolução de problemas que implicavam a reorganização e agrupamento não eram estudadas pela lógica, mas eram processos humanos essenciais. Disso surge o conceito de precisão (pregnância), que segue um princípio de economia que fala em menor gasto em sistema cognitivo, onde a mente processa informações visuais simplificando simetria e formato. Também falou de pensamento reprodutivo e pensamento produtivo (insight). Para ele a verdade estava determinada pela estrutura total da experiência, mais que sensações individuais. Era preciso ensinar as crianças conceitos globais. Foi aos EUA antes que os nazistas chegassem ao poder. Essa psicologia da gestalt se funda na doutrina do inatismo. Teve amizade pessoal com Albert Einstein. Faleceu em 12 de outubro de 1943, em Nova Iorque.


 
Mariano Soltys
Enviado por Mariano Soltys em 09/01/2017
Código do texto: T5876485
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Mariano Soltys). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Mariano Soltys
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil, 35 anos
641 textos (29738 leituras)
99 áudios (1774 audições)
17 e-livros (10406 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/02/17 20:28)
Mariano Soltys

Site do Escritor