Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trovas - 1

O colibri não cantou por
não ver mais a bela flor,
saindo triste  do jardim
atrás da flor que voou

Nesse amor desmedido, contigo
dividi minha vida, agora
com tua súbita partida
tenho uma saudade contida

A paixão destratou minha alma
arredia, que chegue o amor agora
que estou só, para preencher
o vazio e acabar com essa agonia

Desapeque-se das suas dores,
transorformando-as em alegria,
o verdadeiro sentido da vida
é libertar-se do que anuvia

Lindos são teus olhos, reluzentes
como as estrelas, iluminando minha
vida, encontrei a harmonia que
de mim sempre fugia

                  Interação do nobre poeta, All Xavier,
                  Gratíssima, pela  sua brilhante interação.

                              A flor então foi buscar,
                              novo jardim pra florir,
                              outro colibri encontrar,
                              para nunca mais partir

                  Interação primorosa do poeta, mestre Jacó Filho.
                  Muito honrada, mestre. Minha gratidão.

                             As queimadas que espantam,
                             canários e colibris,
                             são obras das pessoas vis,
                             que o mundo desencantam
 
Verdana Verdannis
Enviado por Verdana Verdannis em 10/11/2018
Reeditado em 11/11/2018
Código do texto: T6499183
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verdana Verdannis
Fortaleza - Ceará - Brasil
232 textos (22106 leituras)
54 áudios (2759 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 09:16)
Verdana Verdannis