Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ÁRVORE DA SERRA (soneto)

A árvore, da serra, no cerrado, tem encanto!
E essa árvore tão colorida que o olhar acalma
Aderna a sequidão e rega o fascínio da alma
Avindo entre ipês, buritis num belo recanto

Ó manacá da serra! Que brota sem trauma
No cerrado. Num brilho de sedução, tanto
Florescendo e entalhando por cada canto
Que pelo chão do planalto, graça espalma

Tão longe de sua vivenda, vai albergando
Num poema transposto, prófugo e brando
Trajando o cerrado com as vestes da serra

De branco e lilás, a flor, de lampejo santo
O manacá, cá tem, no sertão tal um manto
Influindo em mais um espetáculo da terra!

© Luciano Spagnol - poeta do cerrado
23/07/2020, 11’33” - Cerrado goiano

Vídeo, Canal no YouTube:
https://youtu.be/O2aIaUPAZfw
Luciano Spagnol poeta do cerrado
Enviado por Luciano Spagnol poeta do cerrado em 23/07/2020
Código do texto: T7014372
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Luciano Spagnol poeta do cerrado
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1131 textos (11461 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 09:41)
Luciano Spagnol poeta do cerrado