Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Convento

Como o vento do teu santo convento,
Mais a amar como quem o arrepende,
Menosprezar ninguém quem entende,
E fazer do amor qual que o acento.

O convento que tu me faz necessita,
Lembrar-te dos versos que outrora,
Meios de compadecer quem sinta.
O coração que não se demora.

Mais a correr como que em ardor,
Mesmo o sentido que o ser dor,
Ser cometas como incandescentes.

Ao amor que não se revestes,
Mesmo o terno que investes,
Correndo como vozes audazes.
Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 08/10/2019
Código do texto: T6764467
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
1476 textos (5301 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 09:30)
Gumer Navarro