Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO - Meditando - 20.04.2015 (PRL)
 

SONETO – Meditando – 20.04.2015 (PRL)
 
 
 
Ninguém pode apagar nódoas da vida,
Pois permanentes, pra sempre estarão,
Só a morte abranda essas chagas, então,
Porque gravadas em alma sentida...            
 
Talvez valha tentar o esquecimento,
Enquanto há tempo de sobra ao consumo,
Fazendo esforços, enfim em resumo,
Pra que se breque o poder do lamento... 
 
E que o convívio possa ser ameno,
No alcance do possível e na paz,
Não se deixando parecer mordaz...
 
Que se transforme num prazer sereno,
Porque na terra o normal é a curteza,

O belo é amar com prudência e leveza.     
 
SilvaGusmão
 
 
Fonte: Pen-drive do autor

Foto: INTERNET/GOOGLE


12/09/19 09:57 - Jacó Filho fez a bela interação abaixo:

Como um sábio meditas,
Sob véus da inteligência.
Por nobreza deixas dicas,
Pro leitor ter sapiência...

 
Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos
ilumine... Sempre...

Muito grato caro Mestre.


17/09/2019 19:09 - Jota Garcia interagiu da forma abaixo, num belo Soneto, muit grato:
 
Agradecido pelos simpáticos elogios te dedico esta singela interação:
 
 
===== O GRANDE SILÊNCIO =====
 
Sabemos que com chagas ou sem chagas
Quando a nossa história enfim termina,
Alguém já nos espera ali na esquina,
Onde as primeiras contas são pagas.
 
Seguirás em frente já bem mais leve,
Deixando aqui o peso do desejo,
Enquanto ao lado segue o cortejo.
Não te inquietes, tudo será breve.
 
Depois o esquecimento se apodera
Do restante que sobrou do que era.
Vem um silêncio, que de tão profundo,
 
 É maior que tudo, é maior que o mundo,
 Passe um milênio, passe um segundo,
 Assim, eternamente e não se altera.
 
Grande abraço do JOTA GARCIA.

 
ansilgus
Enviado por ansilgus em 05/09/2019
Reeditado em 17/09/2019
Código do texto: T6737885
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1649 textos (332479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 02:03)
ansilgus