Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao poeta


Parabenizo-te os noventa e oito,
Deus te abençoe,meu poeta amigo,
tão bem conheço, se tens inimigo,
é porque sendo franco és um afoito!

Lendo teus versos sereno pernoito,
esqueço um pouco rigor dos castigos,
tem gosto bom de café com biscoito,
teu nome sempre vou guardar comigo,

Contigo quero,deixo o comentário,
está na festa do teu centenário,
Kirk Douglas já fez,lá no seu canto

Também farás,meu velho sonetista,
hás de durar até perder de vista,
somente coisas boas duram tanto.
CIGANO RIBAMAR
Enviado por CIGANO RIBAMAR em 15/05/2019
Reeditado em 15/05/2019
Código do texto: T6647940
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CIGANO RIBAMAR
União da Vitória - Paraná - Brasil
9107 textos (127714 leituras)
1 e-livros (14 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/05/19 14:39)
CIGANO RIBAMAR

Site do Escritor