Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto da Tristeza Augusta

Eu gosto. Gosto tanto dessa tristeza
que me tem e que me carrega;
essa tristeza que o mundo me entrega;
essa que me leva --- turva correnteza.

Essa minha tristeza augusta, que aguça
a minh'alma; que me deixa num canto
sem cantar; me abriga num desencanto,
a observar o mundo padecer na gula.

Não tirai a minha tristeza de mim!
Porque ela é o que me resta.
Afastai a alegria... cruento motim.

Não me olhai com olhar piedoso,
nem me arrastai para festas!
O riso é carne; a tristeza, verme e osso.
Davi Mendes Vieira
Enviado por Davi Mendes Vieira em 11/01/2019
Reeditado em 11/01/2019
Código do texto: T6548551
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Davi Mendes Vieira
Teresina - Piauí - Brasil
28 textos (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/19 10:43)
Davi Mendes Vieira