Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO – Remissão – 01.11.2018 (PRL)
 

SONETO – Remissão – 01.11.2018 (PRL)


Nas agruras da vida use a razão,
Esqueça um pouco o pendor da emoção,
Do bom senso se evita desengano,
E o coração prossegue soberano...

Quantas vezes agindo sem prudência,
Perdendo amigo até por omissão,
Não raro simplesmente sem clemência,
Enganei-me e fiquei na solidão...

Mas aqui e afinal sou cidadão,
Que reconhece tanto erros ou acertos,
Disposto sempre a suplicar perdão...

Neste momento aberto pros consertos,
De quando contristei qualquer irmão,
Estendo arrependido a minha mão.


Silva Gusmão

04.58 h

Fonte da foto: INTERNET/GOOGLE


INTERAÇÕES


15/11/18 17:59 - Celêdian Assis, grande amiga e escritora, fez a interação abaixo, que publico com muito prazer:

Meu bom amigo Ansilgus, ainda posso chamá-lo e considerá-lo assim,
mesmo que eu esteja ausente e tenha me furtado de desfrutar da leitura
de seus belos textos, bem como procurar saber como anda a sua saúde.
Perdoa se não vim antes, mas saiba que o tenho sempre em mesma conta,
que sempre esteve mesmo quando me fiz presente. E aqui também faço a
minha remissão:


não há amizade que se crie
se não é sincero lastro
não há nó sem que se ate o laço

sem mãos hábeis que entrelacem
sem a nobreza do abraço

 mãos e braços são meras metáforas
se uma amizade só se alastra

 se é fecundo o chão em que que ela nasce


Te deixo o meu mais fraterno abraço.
...
 
ansilgus
Enviado por ansilgus em 15/11/2018
Reeditado em 15/11/2018
Código do texto: T6503131
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
ansilgus
Recife - Pernambuco - Brasil
1657 textos (334469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 21:07)
ansilgus