Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O filme

(Dedico à poetisa MaisaSilva)

Fantástico! Filme bom merece mais que pipocas
no seu ofício de entreter a alma  humana.
No escurinho do cinema ou na carruagem (pode ser?)
A vida é um ofício de marujo: bela e dura de viver.

Mas o rio tem seu caramujo que não se esquenta
e se aguenta sozinho, numa vida patética,
sempre em busca de sua paisagem, seu lugar...
É o que fazemos também na beira do rio, no mar...

Pipocas, com chope sem colarinho. Cerveja? Que seja!
O filme vai começar. Espera, deixa a moça de cobalto chegar.
E amanhã que nada substitua o vinho. Talvez um gole de absinto
para me situar e acordar desse sonho em algum lugar...

Desossar o filme, destrinçar do prólogo ao epílogo,
Que nada perturbe esse caminho, que não fique um só espinho...
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 23/08/2018
Reeditado em 23/08/2018
Código do texto: T6427576
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1419 textos (32849 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 23:11)
Eligio Moura