Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vento norte

Ao chegar no entardecer de minha vida
Eu me sinto mais em paz, pois as feridas,
que foram realidade, o tempo transformou
em saudade e a minha vida aquietou...

No começo tudo parecia uma festa a ser vivida.
A cada momento uma nova descoberta...
O corpo não reclamava e eu até abusava.
Vivia como se eu fosse a meta e o Paraíso.

Os humores das pessoas passavam pelo amor,
mas não havia uma medida de valor.
E assim, sem um vento norte de antemão,
segui vivendo cada sim, cada não, a esmo,

pagando com meu suor enquanto o tempo me lapidava,
mas desgastava para seguir em busca de mim mesmo...

Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 09/05/2018
Código do texto: T6331472
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1421 textos (32915 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/20 22:39)
Eligio Moura