Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto polimétrico XL


Se cada pessoa vivesse o amor
a felicidade seria de todos
pois a alegria iria estar
no gesto fraterno, de sentimento

verdadeiramente vindo do coração,
íntimo da liberdade ao viver
em cada coisa, no olhar sincero e amigo,
um instante maior de união total.

Apenas se faz necessário crer,
ter esperança no coração humano,
centro, às vezes, confuso, das emoções vividas.

É com esperança e muito amor
que o mundo se fará realmente melhor,
na paz de cada um, na paz de todos...


....................................................................................

Este poema foi escolhido por meu pai, Luiz Gonzaga Fernandes Carvalho, para homenageá-lo, quando ainda vivo. Ele faleceu pouco depois, em setembro de 2009 (dia 18). Passei a ver melhor o poema (este e outros, inclusive de outros autores), em toda sua simplicidade, porque havia para opção poemas que eu considero melhores mas mesmo assim ele insistiu neste. Coisas de íntimo sentido, repartido em singeleza, beleza simples.

Cláudio Carvalho Fernandes
Enviado por Cláudio Carvalho Fernandes em 16/04/2007
Reeditado em 09/01/2010
Código do texto: T451291
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Cláudio Carvalho Fernandes
Teresina - Piauí - Brasil, 55 anos
186 textos (4128 leituras)
20 áudios (844 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/01/20 01:54)
Cláudio Carvalho Fernandes