Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto polimétrico XXXVI


Por que te esquivas dos meus desejos,
se eles mal algum haverão de te fazer?
Por que foges assim, arisca, aos meus beijos,
se eles são o teu próprio e íntimo querer?

Por que enganas a ti mesma, dizendo “não”,
se o sentimento em teus olhos diz “sim”?
Por que maltratas tanto o meu coração,
se o teu próprio desejo está em mim?

O que te faz tão próxima e ausente,
na minha terna ânsia das tuas sensações,
vivenciando calado o sentimento presente?

Quem sabe dos mistérios a sua cor,
saberá descrever o que se passa nas emoções,
o mágico colorido invisível desse teu amor?...







Cláudio Carvalho Fernandes
Enviado por Cláudio Carvalho Fernandes em 14/04/2007
Reeditado em 15/01/2010
Código do texto: T448982
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Cláudio Carvalho Fernandes
Teresina - Piauí - Brasil, 55 anos
186 textos (4143 leituras)
20 áudios (847 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/20 20:58)
Cláudio Carvalho Fernandes