Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser puramente lógico é ser mau

Uma sociedade que anseia pela liberdade absoluta precisa negar Deus, mas pessoas não podem viver sem limites, ainda que a lógica inerente a eles não seja compreendida por seres humanos. Quando tentamos rejeitar Deus e suas leis, passamos a elaborar regras, ainda que sem nexo, como se fôssemos deuses, visando estritamente nossas satisfações.
Ninguém nega Deus sem tentar ser um deus, pois a ausência de supremacia de um Ser poderoso para ordenar o mundo conferiria a nós a responsabilidade de estabelecer a ordem.
Atualmente, se você perguntar a várias pessoas o que elas acham que é certo e o que é errado, muitas dirão que errado é apenas o que faz mal e certo é o que faz alguém feliz. O que querem dizer, é que apenas prejuízos constituem erros.
Se seguíssemos essa lógica, a infidelidade conjugal, por exemplo, deveria ser homenageada com aplausos, e não repudiada, uma vez que o praticante seria alguém capaz de fazer duas ou mais pessoas felizes ao mesmo tempo, podendo privar a pessoa traída de qualquer tristeza, desde que disfarçasse bem. Ainda que seja uma quebra de contrato, se você disser que errar é apenas prejudicar, nesse caso o ato de mentir deveria ser visto como honroso. Você deve dizer que um traidor pode ser um herói.
Agora, pergunte a essas pessoas que dizem que felicidade é a única coisa que importa, quantas delas elogiariam um companheiro traidor. Provavelmente, nenhuma delas faria isso conscientemente.
O ser humano precisa se submeter a leis que transcendem sua lógica e ele sempre faz isso, na presença ou na ausência de Deus, pois presença e ausência não caracterizam inexistência nem invalidam as leis criadas por Deus, colocadas no coração de cada homem.
Por um lado, eles negam o cristianismo dizendo que não veem sentido nas leis. Por outro, eles criam regras que não são coerentes com o que eles mesmos pregam.
Chesterton estava certíssimo quando afirmou que as pessoas, quando não acreditam em Deus, passam a acreditar em qualquer tolice.
Yago Valentim
Enviado por Yago Valentim em 22/10/2017
Reeditado em 24/10/2017
Código do texto: T6150001
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Yago Valentim
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 23 anos
57 textos (1523 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 15:04)
Yago Valentim