Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
IMPRESSIONANTES OLHOS VERDES

images?q=tbn:ANd9GcSoc1IfSAy7XZGx6EYo0nhsTv6VN6F2xUN-quecYS1F05-5PzHyKw&s

Nada naquele mosteiro parecia real, janelas e portas abertas, pátios mudos de vozes e monges muito jovens. Eles possuíam...todos...Impressionantes olhos verdes, não importava qual fosse a raça ou a cor da pele, coincidência demais...

Nada tampouco pessoas entravam naquele lugar, mas, a despensa estava sempre abastecida e tudo era extremamente limpo. Como os monges apenas rezavam mudos o dia inteiro, era de se estranhar aquela situação, pelo menos este foi o pacote de dúvidas que eu tive ao ingressar na irmandade, um detalhe, por causa de minha descendência libanesa meus olhos eram castanhos.

O primeiro dia transcorreu normal, fui apresentado aos irmãos, me foi indicado o livro de orações e após este breve interlóquio, o silêncio voltou a imperar. Uma semana e eu já estava ficando doido, falava com as paredes, as plantas e até comigo mesmo, se começasse a me responder acabaria fugindo dali.

Sentimdo o meu transtorno, o monge Alberto Valenciano me indicou a sala da claridade, lá as minhas convicções seria restabelecidas e minhas dúvidas sanadas. Resolvi tentar, embora ainda não soubesse o que iria encontrar.

Na manhã seguinte, já meio atordoado de tanto falar sozinho, fui até a tal sala, um lugar minúsculo e inóspito ainda menor do que minha cela espartana, sem janelas e com um espelho redondo na parede. Me perguntei
- Onde está a tal claridade?

Então, eu vi o botão ao lado da moldura do espelho, fiquei de frente para ele e apertei o botão...

Uma luz intensa me cegou invadindo meu cérebro com uma dor insuportável, me senti como que agonizando, logo desfaleci.

Acordei em minha própria clausura com os olhos vendados, sem saber como tinha chegado lá.

Com dores absurdas eu tive as mãos amarradas, para que não arrancasse os próprios olhos, eu só rezava creio mesmo que nunca clamei tanto por Deus, então, entendi 'a claridade'

Acordei dias depois com impressionantes olhos verdes e mais fiel do que um cão...


*Imagem - Fonte - Google
*apkpure.com
Cristina Gaspar
Enviado por Cristina Gaspar em 24/11/2019
Reeditado em 28/11/2019
Código do texto: T6802278
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cristina Gaspar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
2638 textos (109493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/01/20 13:44)
Cristina Gaspar