Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda resta amor.

É engraçado quando penso sobre nós e tento nos compreender.
Aquele sentimento tão avassalador se consumiu tão rapidamente!
Não lembro os anos mas posso dizer os segundos, dar pra entender?
Vivemos o momento!  Agora admito que cedemos indevidamente...

O medo de não poder vivenciar tudo nos roubou oportunidades.
Inegavelmente mergulhamos profundamente nas possibilidades...
Ficamos cegos um pelo outro ao ponto de não nos enxergarmos.
Era tão doce e tentador nos braços um do outro nos afogarmos.

Acreditamos! Mas falhamos miseravelmente sem sequer perceber.
Nosso amor foi tão intenso que se tornou impossível de conceber!
Alicerces que julgamos suficientes não impediram tudo de desabar.
Ainda sentimos... Qual foi a necessidade de simplesmente acabar?

Nossos olhos ainda brilham! Nossos corações ainda disparam!
Ainda desejamos. Sabemos que as emoções não se dissiparam.
De que adiantou a soberba se nos abandonamos pelo caminho?
Sei que ainda nos amamos entretanto solitário agora definho!

Um louco aleatório
27-04-2020
Um louco aleatório
Enviado por Um louco aleatório em 28/04/2020
Código do texto: T6930868
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Um louco aleatório
São Paulo - São Paulo - Brasil, 33 anos
14 textos (268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 16:43)
Um louco aleatório