Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Consolar


Dar consolo é muito mais que um ato é uma caridade para com o outro.
Consolar é ser todo ouvidos.
Às vezes, a pessoa só precisa falar e ser ouvida.
É ser imparcial, sem julgamentos
É dar um abraço e dizer: Estou aqui !

Dar consolo à alguém é ser o porto seguro naquele momento em que tudo é tristeza e indecisão.
Um coração aflito, precisando apenas de atenção.
Consolar é caridade!
A caridade maior é aquela que ultrapassa o material, pois não tem preço, se doar por livre e espontânea vontade.
Oferecendo seu tempo e sua presença na hora da aflição.

Ter compaixão pela dor alheia 
E se colocar no lugar do outro.
Saberemos o valor do consolo,
Quando a dor bater a nossa porta 
e sentirmos a necessidade de ter apoio de alguém.
E compreendemos isso quando observamos a natureza, que tudo nos oferece sem usufruir nada para o seu bem próprio.

Precisamos um do outro sempre, a vida é uma roda gigante, onde nunca saberemos em que posição vamos parar.
Seja consolador!
Levar um consolo é ser luz, quando tudo for escuridão.
É dizer uma palavra edificante;
É oferecer a mão;
Seja um anjo consolador e a vida lhe enviará anjos, pode crer!

Perceberá o quanto lhe fará bem, sentir-se-á útil e jubiloso.
O ato de consolar estarás se consolando também 
Nós só doamos o que precisamos receber.

By Claudia Corrêa 
19/10/17
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 05/03/2018
Código do texto: T6271272
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
264 textos (3826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 00:38)
Claudia Florindo Corrêa