Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prato principal



Uma mulher comum, porém especial!
Aprendeu a se dar valor, durante sua  caminhada...
Foi tropeçando em muita gente desalmada e com isso aprendeu a se amar.
Pois percebeu que ninguém iria lhe defender
dos lobos em peles de cordeiros a não ser, ela mesma.
Assim,  leva sua vida, se desvencilhando de pessoas que só a querem como um troféu e não a olham por dentro, respeitando seus sentimentos.
Não é uma mulher pra passatempo e depois ser descartada.
É  mulher pra ser amada.

És prato principal, um banquete!
Para ser saboreado com muitos talheres e pompas... Aliás é o cardápio inteiro.
E não apenas a sobremesa.
Não é lanchinho
E também, não aceita migalhas...
É tudo ou é nada
Contigo não há meio termo.

Pois é intensa demais
E muito preciosa, é de ouro
De alma dourada
Pra ser meia-boca
Com ela é assim!
Já caiu em muitas armadilhas, quebrou a cara e partiram seu coração...
Mas nada que o tempo não a curasse.
Está inteira de novo e pronta.

Estará sempre pronta para o amor.
Apesar de tudo que viveu, não endureceu e nem engessou seu coração.
Não deixou de ser romântica, nem de  sonhar.

Mas está atenta aos sinais, na primeira contradição acende a luz amarela.
E vai com muita cautela...
Não é prepotência, é zelo pela sua  pessoa.
E nunca mais permitirá que a  desvalorizem ou que a proponhem relacionamentos desrespeitosos.

És uma mulher de valor e merece ser amada em plenitude.
Às vezes, é assim meio atrevida, sarcástica quando quer.
Em outros momentos, também se faz de desentendida, para se poupar.
Mas seu ponto forte mesmo
E ser uma candura de mulher...

By Claudia Florindo Corrêa
29/01/18
Claudia Florindo Corrêa
Enviado por Claudia Florindo Corrêa em 27/02/2018
Código do texto: T6265795
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Claudia Florindo Corrêa
Mangaratiba - Rio de Janeiro - Brasil, 49 anos
264 textos (3826 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 01:45)
Claudia Florindo Corrêa