Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce Quimera *

Tropecei nos devaneios meus
Padeço agora em repugnância demasiada
Pelo meu próprio eu!
Por querer-te, aprisionei a minha alma...
E perdi o sentido num delíquio
Por necessitar do teu calor
Para nutrir a saúde do meu espírito
Quanta desventura trouxe esse amor!
Te confiei cegamente
Como se não houvera mais nada
Amei incondicionalmente
Mas agora me tenho amargurada.
Ah. Doce quimera!
Me vi tão longe do inverno
Sonhei com a primavera...
Mas só me aproximava do inferno
Dói reconhecer,
És residente do íntimo do meu ser
O amo com tudo que tenho, com tudo o que sou!
Mas descobri que o pecado leva à morte
E morri em vida por não perceber
Que pequei gravemente
E meu pecado foi amar-te!


 
Sâmya Costa
Enviado por Sâmya Costa em 11/05/2016
Reeditado em 02/07/2016
Código do texto: T5632491
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Sâmya Costa
Campina Grande - Paraíba - Brasil
154 textos (10078 leituras)
2 áudios (330 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/08/20 13:56)
Sâmya Costa