Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poetas Ascensos

    Coração multicor,
    sensibilidade, alegria...amor!
    É que os séculos se juntaram
    e os milênios decantaram...
    as impurezas...
    carrearam minhas fraquezas,
    dissolveram as incertezas!!!
    Infinitas lágrimas verteram
    destes olhos agora deslumbrados,
    a contemplar os cenários do passado
    em que duras lições
    propiciaram enfim a experiência!
    Enfim a transcendência
    retratada em poesia,
    enfim a Perfeita Alegria
    que o Mestre de Assis insinuou!
    Eu Sou! Sou o que sou!
    E a Terra treme
    e os ventos se revoltam
    e os sinais dos tempos são inequívocos!!!
    O dia amanheceu,
    a luz paira sobre o candeeiro
    e muitos sob intenso nevoeiro
    jazem confundidos!
    E muitos querem saber
    quem são estes poetas enlouquecidos
    que rimam coisas sem sentido
    e anunciam a Nova Era!
    Quem são estes seres que blasfemam,
    que rimam e que teimam,
    fazendo pouco caso do ridículo,
    afrontando a fé "verdadeira"!
    Quem são estes poetas ascensos
    que perderam o bom senso
    e se dizem Deus?
Bernardo Maciel
Enviado por Bernardo Maciel em 15/06/2020
Código do texto: T6977770
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Bernardo Maciel
Santa Vitória - Minas Gerais - Brasil, 49 anos
602 textos (21679 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 18:34)
Bernardo Maciel