Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ciranda não se dança só

Ouvi batuques
Algazarra e assim
Virava noite
Voltava o dia
Era serenata

Eram vislumbres
Que a fogueira
Projetava na oca
Mãos se entrelaçavam
Uniam tanto o gris
Quanto o ocaso
E a madrugada

Passo pro lado
Passo pra frente
E ladeava ao toque
E cantorio da moçada

É que ciranda
Não se dança
Só, nem só há
Dois ou três
E sim o giro
Da massa

Então voltei
Até entoei
Quando dei
Por mim era
Um não 'eu'
Mas entrelaçava
Pós de estrela
Que sobre a areia
Iluminavam
Já que é dança
E de centelhas
Ascendemos
A Jornada

Torna-se o compasso
Que vibra alto e nos
Afinava,...

E pé pra frente
Pé pro lado
Com a ciganada
Pois era assim
Numa união
Que libertava

Porque ciranda
Não se dança
Só, com a Lua
Ou só com Sol
Mas com Noite
Estrelada
Pelo luzir dos
Olhares da moçada
Assim tecemos
Recriando alvorada

Pois ciranda
Não se dança.
Só.
Pedro Gorrão
Enviado por Pedro Gorrão em 31/05/2020
Código do texto: T6963649
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Pedro Gorrão
Álvares Machado - São Paulo - Brasil, 30 anos
9 textos (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 19:01)
Pedro Gorrão