Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paragens do Sonho


Antes que a brisa sopre o pensamento
E o querer vague longe noutro tempo
Fecho as frestas e janelas do desejo
Para os sonhos não fugirem meio ao vento.

E tranco tudo na mente e coração
Dispenso o depois, outro ambiente e estação
Tento barrar o insuportável anseio
No mundo _ o meu corpo imperfeito.

Voo no fundo, mais profundo que alcanço
E devaneio nas alturas, noutro plano
Recriando toda imagem desejada
Em poesia, aquarela desenhada.

De nitidez indefinida e mesclada
A paisagem do meu sonho é rebuscada
​​​​​​​​​​​​​​De sentindo e pensando chamuscada ​​​​​​​​​​​​​​
Feito as paredes da cabeça em escadas.

E o sobe e desce da emoção é intermitente
​​​​​​​Sonhos descem nas passagens da mente
E o coração segue os degraus em frente
Na contramão da razão de um ser vivente.
​​​​​​​



​​​​​​​
Débora Muniz
Enviado por Débora Muniz em 18/10/2019
Reeditado em 18/10/2019
Código do texto: T6772541
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Muniz
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 40 anos
94 textos (1464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/11/19 10:27)
Débora Muniz