Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




ANDORINHAS À BRISA DA POESIA...


POSSO SENTIR A BRISA
RESSOAR, TECER CATAVENTOS
GIRANDO VERDES REBENTOS
SACUDIR COPAS, SENTIMENTOS;
POSSO SENTIR A BRISA
SUSSURRAR O MEU NOME
BRINCAR COM MEUS CABELOS
E ESPALHAR O CHEIRO DE TEMPERO;
RODOPIANDO AS FOLHAS SECAS
VARRENDO TELHAS, BECOS E CALÇADAS
DANÇAR À SOMBRA DAS PALMEIRAS
RABISCAR PALAVRAS DESCALÇA;
E AS ANDORINHAS DE LOUÇA DA MINHA MÃE?
AZUIS, NA PAREDE DA SALA
VOARAM , BRISANDO UM NOVO VERÃO
JURO, VIVO E ETERNO EM MEU CORAÇÃO...



Swallows were diving everywhere this morning


Pinturas surreais - equilíbrio da mente e do coração

 
Rita Macedo
Enviado por Rita Macedo em 13/05/2020
Reeditado em 26/05/2020
Código do texto: T6946123
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Rita Macedo
Palmas - Tocantins - Brasil
1455 textos (28110 leituras)
1 áudios (57 audições)
1 e-livros (79 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 02:06)
Rita Macedo