Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enfrentando as ondas

Enfrentando as ondas

O mar ora bravo, ora como cordeiro,
Mas bravo, a ninguém obedece!
Pode ser mar indomável, traiçoeiro,
Sua força, afunda qualquer cargueiro,
E toda a tripulação logo desaparece!
Calmo; é lindo o mar azulado,
Num azul anilado, cor do céu!
O vento soprando de algum lado,
Nesse imenso mar salgado,
Mas alteroso o mar faz labéu!

Este mar imenso e poderoso,
Que pode unir ou afastar nações!
Ora suave, outras horas alteroso,
Mar grosso, ficando muito furioso,
Que faz tremer as tripulações!

Quando se levanta rijo e furioso,
Não dá descanso ao marujo valente!
E que na manobra tem ser cauteloso,
Porque não perdoa ao preguiçoso,
Poie nele, está sepultada muita gente!

 Oferecendo-nos coisas encantadoras,
Quando as suas ondas são calmas!
Corri nele distancias alargadas,
Em viagens para sempre recordadas,
Viagens lindas mas muito perigosas!

J. Rodrigues(Galeano)28/07/2013

   

Galeano
Enviado por Galeano em 15/08/2013
Código do texto: T4435992
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 83 anos
659 textos (111646 leituras)
14 áudios (2011 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 03:09)
Galeano