Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deus Ficou Triste Com a Humanidade

Deus Ficou Triste Com a Humanidade

Deus na sua infinita sabedoria
No princípio Sua bela  criação.
Criou um ser vivente com mestria,
E também Eva para sua compnhia,
Que foram vencidos na sua tentação,

O casal viveu tempos de felicidade,
Tinham que cuidar de um jardim.
Seu viver era de pura simplicidade
Pois nunca conheceram a maldade,
O tentador, disfarçado de anjo ruim.

Não comam do fruto do jardim?
Não comer-mos do fruto proíbido.
Deus não vos explicou bem assim,
Para não teres poder Dele Eloin
Mas se comeres serás esclarecido.

Então Eva acreditando no tentador,
Colheu o tal fruto que fora proíbido.
Naquele ato ofenderam ao Senhor
Que os fizeram com tanto amor,
Descreram e no pecado foram caíndo.

Pensaram que Deus os enganara,
Eva deu Adão o fruto, ele comeu.
Ao desobedecerem eles pecaram,
Vendo a sua nudez eles coraram,
Pela sua ambição o casal sofreu.

Mas a serpente disfarce do maligno
Também foi duramente castigada
O casal começou a viver em perigo
Duvidaram de Deus o que é indigno,
A humanidade ficou amaldiçoada.

Mas Deus é cheio de longanimidade,
Sentiram-se mal com a sua nudez
Fizeram aventais para sua intimidade,
O Senhor com túnicas tapou sua maldade,
Sendo expulsos do jardim de vez.

E o gene do pecado ficou instalado,
Do qual sofre toda a humanidade.
O homem muito mais sobrecarregado,
E o homicídio começou a ser praticado
E assim o mundo ficou desgovernadtodos

Somos todos imperfeitos, somos pecadores!
J. Rodrigues (Galeano) 07/04/2017
Galeano
Enviado por Galeano em 06/04/2019
Código do texto: T6617032
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 83 anos
645 textos (111087 leituras)
14 áudios (2008 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/19 03:39)
Galeano