Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RUAS DE MINHA INFÂNCIA

Caminho nas ruas solitárias e frias
Percorro noite adentro
As calçadas nuas dos antigos casarões...
Passo após passo
Ninguém à vista,
Caminho sozinho
Somente a minha sombra acompanha-me.
Ó ruas de minha infância!
Tu me viste crescer
Agora és tão sozinha
Muda e quieta...
Percorro como uma sombra
As tuas calçadas.
Tenho ainda a lembrança viva
De quando eras bela e eu, criança
Eras o meu mundo!
Como eu era pequeno
E o mundo tão grande!
Hoje já não penso mais assim
Mudei, cresci como crescem
Todas as crianças.
A minha rua, aquela criança,
Tudo mudou... Que pena!
O tempo passa tão depressa.
O meu bairro, a minha rua
Ficou tão feia, longe, distante...
Que pena, meus dias passaram!


10/06/1996
Manoel de Paula
Enviado por Manoel de Paula em 27/06/2020
Código do texto: T6989362
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Manoel de Paula
Aracaju - Sergipe - Brasil, 53 anos
169 textos (898 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 02:38)
Manoel de Paula