Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Sobradinho

Quando a mulata imaginou
Como serias,
Nunca pensei
Que te chamaria "lar".
Um puxadinho
Pra iô-iô de palacete -
Só te aceitei
Pois iria te deixar.

Eis que a ninfa
Dá seu toque de candura,
Te transforma
E posso te chamar de "lar".
O Sobradinho dos fundos de uma loja -
Não te queria
Agora dói te deixar.

Estou indo embora,
Pra Paris, eu vou seguindo;
Meu Sobradinho
Vai ficando para trás.
Foi aqui que aprendi
O que é a vida;
O que aqui vivi,
Não esqueço nunca mais.
Louij Dradane
Enviado por Louij Dradane em 21/08/2019
Código do texto: T6726012
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Louij Dradane
Campina Grande - Paraíba - Brasil
13 textos (249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/19 18:08)
Louij Dradane