Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher

Seis letras escondem a grandeza,
Que o teu ser traduz.
Realidade integradora,
Que nossa vida embeleza,
Mesmo sem dar à luz.

Não és mais nem menos,
Simplesmente és:
Sexo frágil, onde se oculta a força,
Serena e libertadora,
Que protege e esconde a vida de um novo ser.

És mãe e guerreira;
Esposa e companheira;
Carne de minha carne;
Sangue do meu sangue;
Semelhança na alteridade,
Que ao homem completa
E no esponsal fazem-se um:
Anima e animus.

Lembra-te sempre:
Não és coisa nem objeto.
Não te deixes instrumentalizar.
Tão pouco, permita que te usem.
Também não deseje ser homem,
Pois tua formosura está em ser
Aquilo que tu és: mulher.


*Esta poesia é uma homenagem a uma grande mulher que conheci quando era estudante de Filosofia. Mulher tem o mesmo número de letras que o seu nome.
Obrigado, minha amiga-mulher: C.
Por delicadeza acautelo-me de revelar seu nome.
Frei Michel da Cruz
Enviado por Frei Michel da Cruz em 27/12/2010
Reeditado em 08/03/2014
Código do texto: T2693757
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Frei Michel da Cruz
Paraíba do Sul - Rio de Janeiro - Brasil
253 textos (7760 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 02:36)
Frei Michel da Cruz

Site do Escritor