Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Áurea

Teu nome resplandece
A beleza do teu ser.
Tens como identidade
A magna carta da liberdade.
Trazes na cútis a cor de um povo
Valente guerreiro
Sofrido e altaneiro,
Que não teme o novo.
Tua presença quase sempre discreta
Quem olha de fora, nem se desperta
Pensa que és cozinheira.
Mas quem de dentro vê nunca duvida:
Pois sabe que és nossa companheira.
Da casa, governanta;
Dos frades: Que riqueza!
Dos noviços, irmã mais velha:
(oh, dureza!)
Que, de vez em quando, uma boa bronca
Soltas da garganta.
Quem te conhece porém,
Não se permite tolejar,
Nem faz cara de desdém,
Pois teu nome é só um lampejo
Do valor que tu tens.
Batizada foste Áurea,
Na postura és aura,
E, entre os seus, aurora.
Frei Michel da Cruz
Enviado por Frei Michel da Cruz em 03/12/2010
Código do texto: T2650578
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Frei Michel da Cruz
Paraíba do Sul - Rio de Janeiro - Brasil
253 textos (7754 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 05:43)
Frei Michel da Cruz

Site do Escritor