Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto do Amor sem Sentido

Era um corpo esculpido em puro rubi
Solitário fogo, única labareda
Extasiado fiquei assim que vi
Nada disse, pois só havia incerteza.

Solta em um céu de rotunda beleza
Mas olhos escuros distantes daqui
Brota do chão uma enorme estranheza
Perfeita, mas nem coração nela percebi

Era um tesouro brilhando sozinho
Rumas de cometas suspensos no ar
Eu por ela com tanto carinho

Um amor imenso que não podia calar
Porem eram tantos os descaminhos
Que mudo eu fiquei somente a desejar
alexandre montalvan
Enviado por alexandre montalvan em 16/12/2020
Código do texto: T7137175
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
alexandre montalvan
São Paulo - São Paulo - Brasil
721 textos (31048 leituras)
310 áudios (8492 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/04/21 05:11)
alexandre montalvan