Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Realidades Paralelas

Em outra realidade paralela,
lá estávamos nós (e o amor)
sentados confortáveis à mesa
de um restaurante parisiense.

Tendo como abóboda celeste
um céu azul diverso
tingido de brancas nuvens
e róseo crepúsculo.

Enquanto gentil Maître
servia vinho fino reservado
e o teu olhar flamejante
flambava-me o coração exposto.

Em um altar especial
do teu amoroso coração
um Anjo Louro Apolíneo
tudo assistia cordato e feliz!

Espargido pelo ar ambiente
havia perfume florais...
Porém, o que mais me atraiu
foi o teu hálito hortelã!

Ah, como invejei o guardanapo,
ora repousado em teu colo,
ora, roçando os teus lábios,
tatuado pelo teu batom.

Havia tanta alegria em teu olhar,
que o verde dos teus olhos
fundia-se ao ambiente
iluminando ainda mais a cidade luz, Paris!

Sim, em outra realidade paralela
existe outro de mim,
que, talvez, não seja Poeta versado,
contudo, é por ti amado – e feliz!








Poeta Alves de Almeida
Enviado por Poeta Alves de Almeida em 14/01/2020
Reeditado em 14/01/2020
Código do texto: T6841643
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Poeta Alves de Almeida
Feira de Santana - Bahia - Brasil
331 textos (12312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/07/20 18:48)
Poeta Alves de Almeida