Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tempo que demora a eternidade

E ela fingiu acreditar
E foi assim que fiquei na vida dela
Quando pedindo
Ela me deixou nela entrar

Ela não sabia o meu nome
Porque nunca mo chegou a perguntar
Porque soube de mim o que queria
Bastando para isso ler-me o olhar

E leu apenas por um segundo
O tempo que demora a eternidade
Leu que quando um dia partisse
Iria sentir a saudade

Aquela saudade rara
Que não mata
Mas que dói
Como é raro doer
A saudade que se tem
Da metade que encontrámos
E que deixámos perder

Mas nesse mesmo segundo
Eu disse-lhe que o meu bilhete de ida
Teria sempre dois destinos
E que eu iria sempre regressar
Para aquela metade minha
Que descobriu o meu essencial
Num segundo do meu olhar
Porque esta era a única forma de acalmar
Aquele fogo
Que desde que nos conhecemos ainda arde
Um fogo a que dei o nome de:

O tempo que demora a eternidade
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 14/01/2020
Reeditado em 14/01/2020
Código do texto: T6841618
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5463 textos (186638 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/07/20 18:52)
Miguel Patrício Gomes