Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperando-te.




Degusto satisfeito esse teu distante cheiro singular,
Perfume quase rarefeito,
essência de uma nova paixão que me chega
atravessando a carne de minha carne,
alojando-se nos alvos do coração.


Algum amor livre deve estar caçando o meu,
Talvez entre espaços nem tão distantes
Que um abraço largo não toque,
Que um beijo ardente não role,
Que um amor não se plante.


Acendo na alma um fogaréu bem satisfeito,
Abro os olhos da alma e teço mil beijos,
Esperando que teus lábios esquentem os meus.


Toma o teu lugar, achega-te.
Tua indecisão esconde preciosos sabores.
Adorna-me com a essência louca desses teus calores,
que seja um passo primeiro ou impulso derradeiro,
mas que por fim, a sós e a sentirmos a doçura do louco
deitados, sejamos a exata lava do instante de amar-se em tudo...


Poema inédito (17/08/2019)

Paulino Vergetti Neto
Enviado por Paulino Vergetti Neto em 17/08/2019
Código do texto: T6722277
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Paulino Vergetti Neto
João Pessoa - Paraíba - Brasil
2555 textos (153898 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/07/20 08:58)
Paulino Vergetti Neto

Site do Escritor