Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

117

Mesmo toda a eternidade
Seria pouca, eu te garanto
Para te amar de verdade
Não imaginas o quanto!
Amor que cresce a cada dia
O bem-querer e a candura
Suprema paz, sublime alegria
Grande beleza, completa ternura
Sendo assim, vamos nos amar
Não há tempo a desperdiçar!

2009
Hélder Sena de Sousa
Enviado por Hélder Sena de Sousa em 16/07/2019
Código do texto: T6696997
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hélder Sena de Sousa
Campo Belo - Minas Gerais - Brasil, 38 anos
168 textos (797 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/19 00:11)
Hélder Sena de Sousa