Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BARQUEIRO DA VIDA . . . POEMA II

Como navegador embarcado.
No oceano desta vida.
Venho por mares desconhecidos.
As vezes a deriva
 
Ás Vezes atravessando tormentas,
Tempestades, cortando ondas
Gigantes em  mares abertos.
Mantendo-me forte e teimoso.
Às vezes, frágil e cansado.
Avançando anos e anos
Sem descanso.

Minha embarcação nunca passa
Por reformas.
Nem eu. Assim como ela,
Envelheço.
Passamos por rotas desconhecidas.
Mares e portos suspeitos.

Repetidas vezes sendo feliz.
Tantas outras dominado pela solidão.
Quando já desesperançado.
Pensando em morrer errante.

Olhei para o céu, buscando a estrela guia.
Hoje vi você ao chegar ao cais.
Com um sorriso.
Como se estivesse, toda sua vida,
Esperando-me.

Hoje não mais vou ao mar
Vendi minha
Embarcação para outro
Barqueiro.




MIGUEL ANGELO DOMINATO
Enviado por MIGUEL ANGELO DOMINATO em 23/06/2019
Reeditado em 23/06/2019
Código do texto: T6679733
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MIGUEL ANGELO DOMINATO
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
292 textos (3495 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/19 00:51)
MIGUEL ANGELO DOMINATO

Site do Escritor