Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUAS MÃOS . . .

In memorium: Angela
Sempre amada esposa.


Suas mãos como gaivotas,
Pequenas suaves e soltas
Afagava meus cabelos e pescoço .
Transportando–me para momentos
De ternura e que aos poucos
Me puxava de encontro ao teu rosto.
Deslizando ia inebriado iniciando
Nossos momentos de amor mais loucos.

Seus lábios nos meus contavam histórias,
Lindas e loucas deste amor nosso, más
Infinitamente meu, ainda meu.

Hoje só me resta saudades e as lembranças
Deste amor que permanece dias e noites só seu.
Tenho certeza que esta é a única maneira
De manter a  sanidade que me resta.


Por isto roubei não sei de quem,
Esta alma de poeta  .






MIGUEL ANGELO DOMINATO
Enviado por MIGUEL ANGELO DOMINATO em 17/10/2018
Reeditado em 17/11/2018
Código do texto: T6479151
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MIGUEL ANGELO DOMINATO
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
304 textos (3739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 09:39)
MIGUEL ANGELO DOMINATO

Site do Escritor