Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHAS QUIMERAS

quem me dera, oh Deus,
fosse eu
apenas sua sombra,
sombra de seu corpo,
dos seus passos pela casa,
pássaro sem asa
flutuando pelos cômodos!
quem me dera, oh Deus,
fosse eu,
sua alegria, seu sol,
entre panos amassados, seu lençol,
sua bala de hortelã,
seu primeiro beijo, logo de manhã!
quem me dera, quem me dera,
fosse eu sua primavera,
seu jardim colorido na estação,
mas não passo de velhas quimeras,
um poeta sozinho
no meio da multidão!
Jonas De Antino
Enviado por Jonas De Antino em 28/08/2017
Código do texto: T6097144
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jonas De Antino
Cajati - São Paulo - Brasil, 53 anos
667 textos (10014 leituras)
5 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/19 09:41)
Jonas De Antino