Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE TODOS OS AMORES...

de todos os amores que tive
guardo uns versos espalhados
pelos cantos da casa!
Alguns ainda vivem
como pássaros aprisionados,
em voos curtos, quase sem asas!

de todos os amores que amei,
alguns esqueci,
outros, nem sei!
De alguns, um dia, me lembrarei,
pelo tempo que perdi
ou pelas lágrimas que chorei!

de todos amores amados,
uns serão esquecidos,
outros, nem mesmo lembrado!
Uns serão eternos,
pelas chamas, aquecidos,
outros, apenas infernos!

dos todos os amores que amei sem sexo,
nem um será esquecido:
pai, mãe, filhas e anexos.
Ainda que o Alzheimer entre na dança
nem um será esquecido
nem que sejam como uma gota de saudade num mar de lembrança!


Jonas De Antino
Enviado por Jonas De Antino em 14/08/2017
Código do texto: T6083350
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jonas De Antino
Cajati - São Paulo - Brasil, 53 anos
667 textos (10014 leituras)
5 e-livros (99 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/09/19 09:17)
Jonas De Antino