Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sei, queria que quero.

Sei que anseio
Por querer o que não terei
Uma palavra louca na mão
Uma verdade de revólver
Queria me atirar
Uma, duas, tres vesez ao dia
Queria ter de mim
A minha palavra te falar

Querendo lhe ter apenas pra sempre
Dizer que estou envergonhado
Dizer que quero
Sem dizer ao querer que te quero
Por você que espero
Mais não sei esperar

Sei que de valor
Palavras ao meu favor
Terei uma chance
Incerto crer, de alguma forma
Contar por vez a vitória
Que guardo por acaso com seu nome

Se é que sei
Escrevo tão somente
Querendo saber
Se andarei a curva
Em linha de encontro
E ao seu lado sonho
Como o sonho se pode sonhar......

Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 12/10/2010
Código do texto: T2552601

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4867 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/19 09:37)
Á alma é barata