Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas mais um funeral duvidoso.†

O que é a passagem do amor se você não pode ter tudo?
O que é o sentido de amar se você pode sempre perder tudo?
Qual significado do amor ele é um crime em qualquer instância?
Você me promete que isso tudo não é uma grande tendência?
Tudo é uma idéia que nos falta de qualquer maneira
Deguste a sua ferida ela é feia mais é apenas sua
Pense como nunca pensou antes, perder é divertido
A cultura foi esquecida, ou alienada?
Tudo que sei é que ela se tornou no velho plano de ontem
O que mais eu poderia saber? o que mais eu poderia dizer?
Não posso me apaixonar sem você me dar sua vida antes
Não ha nada que você não possa fazer que não possa ser feito
Eu sei do que precisamos é somente isso que precisamos de amor!!!!

FIZ ESSE POEMA PRA MIM E PARA VOCÊ, EMPACOTAR A NOSSA E A NOSSA UNIÃO

Rosas tem espinhos mulheres tem sabor
Brando é o amor que de fome não morre
Pela sensata paixão que sob ao declínio sem pitangueiras
Desce pelo peito com sabor espelhado na falta do cruzeiro
Com essa mais bela lua cheia reflete em vibrações os nossos rostos juvenis
Definha o turbilhão a nossos simples e gostosos suvenires
Fique junto comigo veja o sol nascer
Junte-se a mim com muito carinho e conservando a lúz
Em vários pedacinhos do nosso iluminado ser
De olhar no olhar por olhar.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 08/12/2009
Reeditado em 16/12/2009
Código do texto: T1966138

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 18:20)
Á alma é barata